Sudeste registra aparição recorde de pinguins no litoral

A aparição de Pinguins-de-Magalhães em praias do Sudeste brasileiro bateu recorde neste ano. Entre os dias 9 de junho e 2 de julho, início da temporada de inverno, 514 animais chegaram ao litoral, sendo que 383 já estavam mortos. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (3) pelo Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha, entidade de Ubatuba especializada em resgate e tratamento de animais marinhos.

Segundo a organização, todos os anos os pinguins migram da Patagônia Argentina em busca de alimento, mas alguns acabam se perdendo do grupo e são encontrados em nossas praias.

“Esse ano no litoral norte de São Paulo estamos percebendo que há muitos pinguins chegando. Infelizmente, muitos deles não sobrevivem, uma vez que já chegam debilitados pela falta de alimento”, explicou o oceanógrafo Hugo Gallo Neto, presidente do Instituto Argonauta. “Em um comparativo com anos anteriores, é possível notar o número expressivo de ocorrências de animais vivos neste ano”, ressaltou.

A quantidade de pinguins nesta temporada mais que dobrou na comparação com 2019, batendo o recorde anterior, quando a instituição encontrou 245 animais, em 2018.

De acordo com a bióloga Carla Beatriz Barbosa, coordenadora da entidade, o Pinguim-de-Magalhães é uma espécie encontrada na Patagônia Argentina e Chilena e nas Ilhas Malvinas. São aves marinhas que permanecem na água durante a época não reprodutiva, entre os meses de abril e setembro. “Nesta época, eles saem em busca de alimento se aventurando por distâncias mais longas, podendo chegar até o nosso litoral sudeste. Alimentam-se de peixes, cefalópodes (polvos e lulas) e pequenos crustáceos”, detalhou.

Os animais encontrados no litoral são encaminhados para o CRD de Ubatuba ou para a UE de São Sebastião, para que depois de reabilitados sejam devolvidos à natureza.

Confira a quantidade de pinguins registrada no Sudeste:

Dia 09/06 – 1 vivo
Dia 21/06 – 5 vivos e 1 morto
Dia 22/06 – 8 vivos e 14 mortos
Dia 23/06 – 24 vivos e 26 mortos
Dia 24/06 – 26 vivos e 25 mortos
Dia 25/06 – 26 vivos e 14 mortos
Dia 26/06 – 14 vivos e 19 mortos
Dia 27/06 – 14 vivos e 194 mortos
Dia 28/06 – 4 vivos e 42 mortos
Dia 29/06 – 2 vivos e 10 mortos
Dia 30/06 – 3 vivos e 14 mortos
Dia 01/07 – 3 vivos e 15 mortos
Dia 02/07 – 1 vivo e 9 mortos

O que fazer se encontrar um pinguim?

Quem encontrar um pinguim vivo ou morto nas praias pode ligar no 0800 642 3341 e, caso o animal permita (tomando cuidado para não ser bicado nos olhos), pode colocá-lo em uma caixa de papelão com jornal e mantê-lo em local seguro de outros animais como cachorros, gatos e urubus, até a chegada da equipe.