Crianças devem ser vacinadas contra a gripe. Falta pouco para acabar a campanha em Santos

Pais e responsáveis que ainda não levaram as crianças para tomar a vacina contra a gripe devem ficar atentos: faltam apenas 8 dias úteis para o fim da campanha. Os pequenos de 6 meses a 5 anos de idade fazem parte do único público-alvo que a Cidade ainda não conseguiu alcançar a meta de vacinação, que é atingir pelo menos 90% deles. Atualmente, o índice está em 70%.

Até o dia 30 de junho, a vacina está disponível em 31 policlínicas (veja relação abaixo), de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h. Um dos motivos que pode ter levado ao não cumprimento da meta é o fato de os adultos estarem com medo de levar as crianças para uma unidade de saúde durante a pandemia da covid-19. No entanto, as autoridades de saúde alertam: o inverno chega neste domingo (21) e a estação mais fria do ano é a mais propícia para a transmissão das síndromes gripais, inclusive as que podem (e devem) ser evitadas com vacina.

“O ideal é que as crianças sejam vacinadas contra a gripe o quanto antes, porque cerca de 10 dias são necessários para que o corpo passe a criar anticorpos contra os vírus Influenza A H1N1, A H3N2 e B. Também salientamos que, na visita à policlínica, a carteirinha de vacinação da criança pode ser atualizada e, assim, deixá-la protegida de outras doenças também”, explica Ana Paula Valeiras, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde.

A vacinação contra a gripe também auxilia as equipes de saúde a fazerem o diagnóstico diferencial se a pessoa for acometida pela covid-19.  Se o indivíduo apresentar sintomas como tosse, febre, coriza, falta de ar, entre outros, e já tiver recebido a dose deste ano da vacina contra a gripe, receberá tratamento voltado ao novo coronavírus – lembrando que esta situação auxilia na conduta clínica, mas não exclui a necessidade de exame laboratorial confirmatório.

 
QUEM PODE TOMAR

Desde o início da campanha de vacinação contra a gripe, em 23 de março, mais de 252,5 mil moradores de Santos já foram imunizados. As doses seguem disponíveis nas policlínicas, que adotaram exigentes protocolos visando a proteção de seus funcionários e usuários em relação à covid-19. 

Podem tomar a vacina pessoas a partir dos 55 anos, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, pessoas com doenças crônicas, pessoas com deficiência, caminhoneiros, portuários, motoristas de transportes coletivos e profissionais das áreas da Saúde e Educação.

QUEM NÃO PODE TOMAR

A vacina não é indicada para pessoas com febre, que deverão adiar a aplicação até a melhora do quadro. Também não devem ser imunizadas as pessoas com alergia a ovo, histórico de anafilaxia ou que tiveram Síndrome de Guillain-Barré no período de até 30 dias após receber a dose anterior, necessitando de avaliação médica para liberação da dose.

O QUE LEVAR

Para a vacinação, é preciso apresentar documento de identificação com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou identificação profissional. Também é recomendado levar carteira de vacinação e Cartão SUS, se tiver. As futuras mães devem levar a carteira de gestante.
 
Pessoas com comorbidades e situação clínica especial podem apresentar um dos seguintes comprovantes: prescrição médica, receita de medicamento, anotação em prontuário das unidades de saúde, cadastro em programas de controle de doenças crônicas, comprovante de vacinação para influenza em anos anteriores ou caderneta de vacinação com registro da vacina de influenza nos anos anteriores.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

 

  • Policlínica Alemoa e Chico de Paula - R. Afonsina Proost de Souza s/nº, Alemoa
  • Policlínica Aparecida - Av. Pedro Lessa, 1.728
  • Policlínica Bom Retiro - Rua João Fraccaroli s/nº
  • Policlínica Campo Grande - Rua Carvalho de Mendonça, 607
  • Policlínica Conselheiro Nébias - Av. Conselheiro Nébias, 514, Encruzilhada
  • Policlínica Embaré - Praça Coronel Fernando Prestes s/nº
  • Policlínica Gonzaga - Rua Assis Correia, 17
  • Policlínica Jabaquara - Av. Rangel Pestana, 47
  • Policlínica José Menino/Pompeia - Avenida Floriano Peixoto, 201
  • Policlínica Marapé - Rua São Judas Tadeu, 115
  • Centro de Saúde Martins Fontes - Rua Luiza Macuco, 40, Vila Mathias
  • Policlínica Morro Nova Cintra - Rua José Ozéas Barbosa s/nº
  • Policlínica Ponta da Praia - Praça 1º de Maio s/nº
  • Unidade de Cuidado do Porto - Rua General Câmara, 507, Paquetá
  • Policlínica Rádio Clube - Avenida Hugo Maia s/nº
  • Policlínica Vila Nova - Praça Iguatemi Martins s/nº
  • Policlínica Morro São Bento - Rua das Pedras s/nº
  • Policlínica Vila São Jorge e Caneleira - Rua Francisco Ferreira Canto, 351
  • Policlínica São Manoel - Praça Nicolau Geraigire s/nº
  • Policlínica Piratininga - Praça João de Moraes Chaves s/nº
  • Policlínica Vila Mathias - Rua Xavier Pinheiro, 284
  • Policlínica Valongo - Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº, Saboó
  • Policlínica Caruara - Rua Andrade Soares s/nº - Área Continental
  • Policlínica Monte Cabrão - Av. Principal s/nº - Área Continental
  • Policlínica Monte Serrat - Praça Correia de Melo s/nº
  • Policlínica Morro da Penha - Rua Três, 150
  • Policlínica Morro José Menino - Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77 A
  • Policlínica Morro Vila Progresso - Rua Três, casas 1 e 2 - Vila Telma
  • Policlínica Morro Santa Maria - Rua 10 s/nº
  • Policlínica Areia Branca - Rua Francisco Lourenço Gomes, 118
  • Policlínica Castelo - Rua Francisco de Barros Melo, 184